BLOG DEBORA QUEIROZ 11
Débora Queiroz

Débora Queiroz

Psicóloga

Até bons relacionamentos falham

Em meu consultório recebo muitos pacientes com dificuldades em diversos tipos de relacionamentos sociais, mas o campeão mesmo é o de relacionamentos amorosos, que, como disse uma paciente, “parece que dói na carne”. 

É claro que “perder” um amor doí, que brigas são angustiantes, e que muitas vezes situações como essas nos fazem ter sentimentos de fracasso, raiva, rejeição, impotência e até mesmo desamor.

Nesse momento, vale lembrar que até bons relacionamentos falham, num minuto você está pisando em solo firme e sabe para onde está indo com o parceiro e no outro tudo parece perdido e sem rumo. 

Embora as pessoas geralmente tenham personalidade diferentes, o começo dos relacionamentos entre elas, normalmente apresentam padrões similares, com as duas pessoas se apaixonando e acreditando no que sentem uma pela outra.

No entanto, com as diferenças individuais, muitas vezes os casais se perdem um pouco no caminho do relacionamento e vão se magoando um com outro até por pequenas contradições, e com isso potencializam brigas intensas, não conseguem mais ter diálogos saudáveis e no meio de tantas desavenças, esquecem até os motivos que os fizeram se apaixonar um pelo outro. 

E quando o convívio não está mais saudável, será que é possível reverter a situação?  Será que ambos estão preparados para se modificar e deixar algumas questões que atrapalham o relacionamento de lado? 

Ou…

Diante das dificuldades preferem jogar tudo para alto? 

Quando o chão se abre e todo o seu mundo desaba, talvez seja necessário respirar fundo, analisar a situação, entender qual o seu limite, confiar em você e lembrar que, SIM, é possível viverem juntos, se ambos quiserem, afinal os motivos que fizeram um se apaixonar pelo outro, as qualidades de cada um e aquele frio na barriga que sentiram ao se conhecerem, ainda está guardado no seu histórico sentimental.

Em determinados momentos de um relacionamento, é necessário “apenas” conseguir suportar as situações difíceis para entender onde querem chegar ou o que querem para si mesmos. 

Se relacionar é sempre um esforço e uma vontade de AMBOS os lados!

Tenham calma, sejam fortes, corajosos e saibam que o medo do incerto é o maior vilão da felicidade dos casais. 

Dificuldades sempre haverá no caminho da vida a dois, por isso exercitar a paciência e descobrir o limite um do outro e suas diferenças, possa ajudar o casal a conseguir usufruir o melhor do relacionamento a dois.

Não deixe de buscar ajuda de um psicólogo.

Clique aqui e veja os benefícios do tratamento psicológico.

Estamos Juntos!

Se você gostou comente. Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Iniciar Conversa
1
Você tem 1 mensagem não lida
Oi, tudo bem? Eu sou a Débora, Psicóloga em Valinhos. Vamos conversar?